quarta-feira, 3 de março de 2010

Presença
_____________________________________________________

Um quarto para as duas.
É tarde. Cedo para muito.
Muito em que é tarde
e a obrigação
do cumprir
das obrigações,
ainda que sem sentir.

De novo a presença...

Interrupção,
e o pedido de desculpa
certa; incerta.
Risos.

Noite e Coimbra.

E Coimbra e a noite.

Tarde.

Cedo.

Noite.

Ainda,
Coimbra...

-

O pouco trafego.
A cidade adormecida.
O fumo de cigarro
e a chuva
que começa a cair.
Agitada. Perturbada.
Registos.

Eu.

As luzes vermelhas
dos pontos altos
da cidade
e eu.

O rio que se mantém
em corrida para um fim,
tudo para um fim.
Fim.

Continuação. Banal.
Frio.

O cigarro que acaba.
Outro fim.

O acordar de mais
um dormir acordado;
confuso. Simples.

Vida.

                                                                                                                  Diogo Dias

Sem comentários:

Enviar um comentário